top of page
  • Foto do escritorAdriana Wiechorek

7 dicas para conciliar maternidade e trabalho

Atualizado: 22 de abr.


Mulher trabalhando com bebê no colo
Imagem: Drazen Zigic | Freepik

De fato, ser mãe e trabalhar simultaneamente, é um desafio que muitas mulheres enfrentam. Portanto, é normal sentir-se sobrecarregada e achar que não terá tempo suficiente para cumprir todas essas responsabilidades. Mas, será que é possível conciliar maternidade e trabalho? A resposta é sim! Leia as dicas desse artigo.


Quais são os principais desafios para as mães no mercado de trabalho?


Infelizmente, o mundo corporativo ainda acaba discriminando mulheres, principalmente aquelas que têm filhos. Desse modo, conciliar maternidade e trabalho é um desafio maior ainda.


Segundo uma pesquisa realizada em 2021 pelo IBGE, apenas 54,6% das mulheres entre 25 e 49 — com filhos de até três anos, possuem um trabalho formal. Já o número de pais empregados é de 89,2%.


Outra pesquisa realizada pelo FGV, relata que o alto índice de demissões após a licença-maternidade é alarmante — 48% das mulheres ficam fora do mercado de trabalho após o primeiro ano de nascimento do bebê.


Além disso, existem outros desafios relacionados ao tema. Listamos alguns logo abaixo.


Discriminação


Não é nenhuma novidade que a discriminação é um problema presente no ambiente de trabalho. Por certo, muitas mulheres vivem a triste realidade de ser desvalorizada ou subestimada por conta do seu gênero.


A falta de novas oportunidades, promoções de cargo ou até aumentos salariais são apenas alguns das inúmeras adversidades enfrentadas pelas mulheres.


Por consequência, quando essas mulheres tornam-se mães precisam lidar com perguntas invasivas em entrevistas de emprego e até renunciar oportunidades. Desse modo, algumas empresas enxergam a maternidade como uma desvantagem, mesmo se a mulher for a mais qualificada para o cargo em questão.


Por fim, todos esses fatores levam a um conflito interno, gerando estresse e afetando negativamente as mulheres que precisam conciliar maternidade e trabalho.


Falta de suporte


Com base em números apresentados pelos cartórios de registo civil por todo o Brasil, 56.931 crianças foram registradas somente com o nome da mãe em 2022.

Com toda a certeza, isso reforça o problema da ausência paterna e também o fato das mulheres precisar lidar sozinha com o cuidado dos filhos, sem uma rede de suporte prático ou emocional para ajudá-la com demandas tanto dos filhos quando do trabalho.


Sobrecarga


Cansaço, ansiedade e estresse são algumas das consequências sofridas pelas mulheres para conciliar maternidade e trabalho.


Cuidar de uma criança não é uma tarefa fácil e a sobrecarga materna pode levar ao esgotamento físico e mental, causando desempenhos ruins no trabalho e perdas de oportunidades.


Inflexibilidade


Quando uma mulher é mãe, ela precisa lidar com eventuais compromissos escolares e situações emergenciais envolvendo os filhos e a inflexibilidade é um ponto negativo no ambiente de trabalho.


Custos elevados com creches ou escolas


Visto que creches ou escolas públicas possuem alto número de procura, muitas vezes as mães precisam arcar com custos de estabelecimentos particulares. Porém, isso nem sempre é possível em termos financeiros, pois é uma opção mais elevada. Nesses casos, a mãe é obrigada a ficar em casa para cuidar dos seus filhos ao invés de trabalhar.


Como ter um ambiente empresarial mais inclusivo para as mulheres e mães?

  • Ter horários flexíveis;

  • Possibilidade de trabalhar home-office;

  • Promover a igualdade salarial;

  • Apoiar a diversidade e a inclusão;

  • Criar diretrizes de combate a discriminação e preconceito;

  • Ter políticas de licença parental;

  • Oferecer planos de saúde e assistência família.


7 dicas para conciliar maternidade e trabalho


1. Organize a sua rotina


Além de ter horários para o trabalho e o cuidado dos filhos, é essencial definir hábitos para gerenciar todas as demandas do seu dia a dia. Assim, você evita o estresse e também a sensação de sobrecarga, já que a rotina proporciona estabilidade na vida de uma mãe que trabalha.


2. Estabeleça prioridades


Quando você estabelece prioridades no cotidiano, seu tempo torna-se mais gerenciável. Então, comece listando todas as tarefas do seu dia a dia e defina prazos para serem realizadas. Por exemplo: a organização da agenda das crianças deve ser realizada toda semana, preferencialmente na segunda-feira.


3. Peça ajuda


Surgiu um compromisso no trabalho em cima da hora? Não há nada de errado em pedir ajuda ao seu parceiro(a), familiares ou amigos para cuidar das crianças enquanto você estiver fora. Afinal, a responsabilidade de cuidar dos filhos não precisa depender exclusivamente de você.


4.Use a tecnologia a seu favor


Você é uma mãe super conectada? Que tal usar as ferramentas de tecnologia para auxiliar na maternidade? Separamos algumas opções:


Permite controlar e monitorar o uso de dispositivos pelos seus filhos menores de 13 anos, criando contas para eles, definindo regras e limites de uso, controlando tempo de tela, monitorando histórico de navegação e gerenciando downloads de aplicativos. O app é gratuito e está disponível para dispositivos Android.


Com o KidControl é possível controlar e limitar o tempo de tela das crianças, bloquear aplicativos inadequados, monitorar chamadas e mensagens de texto, rastrear a localização e definir zonas de segurança. O aplicativo está disponível para download na Google Play Store e App Store.


Plataforma para auxiliar pais, mães e familiares a manterem a comunicação e a troca de informações de forma equilibrada e eficiente, sendo uma solução exclusiva para ajudar no cuidado dos filhos.


A Zelle está disponível na Google Play e App Store, sendo um aplicativo com funcionalidades exclusivas como: agenda, troca de mensagens, dados sobre saúde, exames, medicamentos e alergias. Na Zelle, você pode reunir todas as informações sobre as crianças em um só lugar.


5. Seja flexível


Inegavelmente, a vida com crianças é imprevisível, por isso, esteja pronta para reagendar ou mudar seus compromissos, se necessário. Muitas vezes, podem surgir emergências e você precisará lidar com a situação. Desse modo, seja flexível para lidar com mudanças inesperadas tanto em relação ao trabalho quanto aos filhos.


6. Tenha um tempo para você


Sem dúvida, é importante estabelecer limites em relação à maternidade e trabalho. Em outras palavras, aprenda a dizer “não” em certos momentos e reserve um tempo para curtir a sua própria companhia. Isto é, faça atividades para sair da rotina, como um novo hobby, praticar um exercício ao ar livre ou viajar para um lugar diferente.


7. Não se sinta culpada


Ademais, nem sempre é possível conciliar o trabalho e o cuidado dos filhos com perfeição. Às vezes, as situações fogem do seu controle, porém, não se sinta culpada por isso, visto que esses momentos são normais. O segredo é ter paciência e tranquilidade para lidar com eles.






Comments


bottom of page